domingo, 10 de setembro de 2017

(Espaço Aberto Arujá) Escola de Artes Comics Arujá


Ilson Fernandes de Moura é o professor e dono da Escola de Artes Comics Arujá. Ele dá aulas nesse lugar já fazem mais de dez anos. Mas a doze, administra aulas. Prestou serviços em várias escolas de Arujá como a Objetivo, Piaget, Ideal e Arco-Íris. Além de ter trabalhado na Secretária de Obras. 
Ensina vários estilos de desenhos como desenho artístico, pintura, HQ (história em quadrinhos em geral), mangá (história em quadrinhos japonês), desenho animado e infantil. O primeiro mês de aula é grátis, com material de brinde.
Ele é formado em arquitetura e artes plásticas pela UnG. Esta se especializando em iluminação. 
Tem interesse em montar um livro com técnicas de desenho.
Suas aulas ocorrem na Rua José Basílio de Alvarenga, 73 - sala 5 - no Centro. Ao lado da Prefeitura de Arujá.
Se quiser conferir mais seus trabalhos confira o link abaixo:

sábado, 9 de setembro de 2017

Minha opinião positiva/negativa sobre a arte em Santa Isabel

Positivo
Lado positivo da prefeitura com os artistas: A Prefeitura, junto com o Centro Cultural de Santa Isabel incentiva muitos artistas da cidade. Mais por parte do grupo cultural da cidade. Ainda assim, é perceptível que SIM eles querem apoiar os artistas do município. Isso é notado em eventos como o Prefeitura no Bairro. Sem contar os cursos abertos para determinadas turmas (passando mais para as áreas da música e plásticas). 
Lado positivo da população com os artistas: Boa parte da população que passa pelos eventos feitos pelos artistas ou pela própria prefeitura acompanham eles. Criando uma plateia que está claramente interessada nos trabalhos artísticos. Muitas pessoas sabendo desses grupos quase sempre, quando realmente querem, vão atrás dos artistas (seja para aprender sobre seus trabalhos ou para obter um).
Lado positivo dos artistas com artistas: Alguns artistas apoiam outros dentro da cidade. De forma clara e sem competições. Pois sabem que além de seu talento, em uma cidade pequena como Santa Isabel uma boa amizade pode abrir portas para novos empreendimentos. E também mostrando novos artistas da região. Atualmente, nós vemos muitos estúdios possuindo mais de uma única área em artes.
Lado positivo dos próprios artistas: Muitos artistas são inovadores. Tentando na cidade, por exemplo, divulgar seus trabalhos através de várias mídias. Alguns até usam elas para se promover ou para fazer sua arte. Pessoas que usam novas tecnologias para criar sua arte ou usam sites onde podem deixar seus trabalhos de forma a chamar nossa atenção. Provando que sim, Santa Isabel tem arte.
Negativo
Lado negativo da prefeitura com os artistas: Mesmo a Secretária da Cultura sempre estando disposta a auxiliar os artistas, a Prefeitura nem sempre tem como auxiliar eles. Muitas vezes é claro que ela realmente não auxilia (no caso, mais a Prefeitura). Talvez por não compreender muitas vezes do que se trata. Talvez por simplesmente não querer. Sem contar que muitos quando fazem trabalhos ligados ao município normalmente não se sentem bem remunerados. O que faz certo sentido, visto que muitos não recebem o que deveriam por uma apresentação.
Lado negativo da população com os artistas: Uma boa parte da população reclama de não ter espetáculos onde pode ir com a família, mas quando tem, eles não vão. Quando chegam, eles preferem falar mal do trabalho do artista do que realmente curtir o espetáculo/trabalho. Isso desmotiva os artistas. Sem contar que muitos se interessam em fazer curso em primeiro momento, mas de cada cinco pessoas, uma fica. Isso quando permanece mais de um mês.
Lado negativo dos artistas com artistas: Ainda que poucos artistas tenham grande amizade, outros veem vários outros como concorrência. Muitos pensam que não farão trabalho com determinado indivíduo por algum desentendimento ou rusga. Isso ocorre desde alguns desses profissionais, até mesmo entre estúdios.  Isso quando um deles não fala mal de outro, mesmo não sendo da mesma área (dança falando de artes plásticas, por exemplo).
Lado negativo dos próprios artistas: Os artistas da cidade estão desiludidos, e sem esperança. Isso faz com que seus trabalhos não sejam feitos por amor à arte. Mas mais pelo lucro que vão obter. Prova disso está que muitas vezes fazem eventos somente se obtêm uma grande renda financeira. É certo que muitos não valorizam o trabalho do artista, só que ainda assim ele pode ser bem melhor que as pessoas sem conhecimento sobre o que é arte de verdade.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Exposição "A Vida tem a Cor que a Gente Pinta!" e Exposição Folclore

A E.M.E.E e a Centro Educacional Sérgio Alves Porto, com apoio da Secretária Municipal de Santa Isabel, fizeram uma exposição com obras de artes criadas pelos alunos das instituições de ensino, Todos os artistas são pessoas com necessidades especiais.
A Exposição teve a intenção de apresentar com alegria o trabalho desenvolvido pelos alunos das oficinas de artesanato, que tem como objetivo trabalhar a consciência ecológica utilizando material reciclado recolhido pelos próprios alunos em suas residências, e tapeçaria, que visa direcionar as habilidades e competências dos alunos de forma que sejam reconhecidos como parte integrante da sociedade e que possam criar um produto gerador de renda.
A Escola Municipal de Educação Especial e Centro Educacional Sérgio Alves Porto é uma unidade de caráter educacional e terapêutico, com o objetivo de proporcionar educação e saúde para as pessoas com deficiência. Atualmente a Unidade tem 98 alunos matriculados, destes, 25 fazem parte das oficinas de artesanato e tapeçaria.
A Instituição ainda fornece atendimento terapêutico para outros 70 alunos com laudos de deficiência da rede municipal de ensino.
A exposição ficou em exibição de 22 de agosto a 11 de setembro de 2017.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Santa Isabel é Município de Interesse Turístico


No dia 31 de maio de 2017, o então governador Geraldo Alckmin sancionou duas leis que oficializam as primeiras vinte cidades paulistas como Município de Interesse Turístico (MIT), entre elas Santa Isabel e Guararema.
Na verdade, as leis já tinham sido aprovadas pelos deputados estaduais. Com isso, as cidades receberão (nesse período) cerca 550.000,00 R$, valor que deverá ser investido em obras e ações destinadas exclusivamente ao setor de turismo.
Estes recursos que a cidade receberá por fazer parte do MIT farão com que a Secretária Municipal de Turismo apresente projetos para votação do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR). Após aprovados eles serão enviados para o Governo Estadual e a então liberação do recurso.
O título potencializa o incentivo ao turismo, podendo contribuir com o desenvolvimento econômico na cidade e a geração de emprego. Porém, é notarmos se esse trabalho será realmente feito de maneira adequada nos próximos meses de governo.